"Aquarius" na tela e nos debates

Foi com grande entusiasmo por parte de público e crítica que “Aquarius” abriu a 44ª edição do Festival de Cinema de Gramado. Complementando a sessão, hoje a equipe esteve na Sociedade Recreio Gramadense para debater o longa e conversar com jornalistas. Sonia Braga, que também recebeu ontem o troféu Oscarito por sua contribuição ao cinema brasileiro, também esteve presente no encontro.

Sonia, que não esconde seu amor pelo filme e pela equipe “democrática” que tornou o projeto uma realidade, disse que a experiência foi altamente transformadora: “É o melhor roteiro que li na vida, e o set mais democrático que já tive a oportunidade de trabalhar. Todas as personagens que fiz me levaram à Clara [protagonista do filme]. Ainda estou me recuperando do fim das filmagens”, comentou a atriz.

Diretor de “Aquarius”, Kleber Mendonça Filho diz que, quando sugerido pelo diretor Pedro Sotero, o nome da atriz fez todo sentido para a história que queria materializar na tela. “E esse foi o primeiro equilíbrio que buscamos, entre a carga história e de cinema de alguém como Sonia Braga com as diferentes e novas paisagens de rostos do cinema brasileiro”, lembrou.

Com estreia prevista para o dia 1º de setembro, “Aquarius” é um filme que, segundo Kleber, traz um “realismo social que não se observa com frequência no cinema contemporâneo”. Para Sonia, é um filme também sobre direitos: “Clara é uma heroína. Ela diz que o apartamento é dela, que não vai se mudar e que só sai dali morta. É um papel que trouxe muitas coisas que eu, Sonia Braga, gostaria de dizer no momento em que li o roteiro”.

Sobre sua homenagem com o troféu Oscarito, a atriz não escondeu o encantamento com os momentos proporcionados pelo 44º Festival de Cinema de Gramado. “Se eu pudesse, ainda estaria no Tapete Vermelho curtindo aquele momento. Toda a passagem foi linda. E o que dizer de poder chegar ao final do Tapete e ainda encontrar a turma de um filme que tanto amei fazer?”, já lembra Sonia com carinho.

Em sua página oficial no Facebook, a homenageada divulgou, na íntegra, o seu discurso para o público do Festival. Confira:

“Gostaria de agradecer a organização do Festival pelo convite e por fazer parte deste grupo seleto de artistas que tiveram a honra de receber o troféu Oscarito.

O filme ‘Aquarius’ me trouxe de volta ao Brasil e me deu o cinema de volta. Me deu uma equipe e um diretor extraordinário com uma visão particular deste país (com a qual eu concordo).

Clara, minha personagem, voltou também com a missão de mostrar novamente meu rosto, que é o rosto de todos os brasileiros. De devolver a nossa identidade, dignidade, razão e direito. E, no meu caso, o direito de trabalhar na minha língua, no meu país, entender onde o meu coração bate mais forte.

Gramado me premiou duas vezes, como melhor atriz e atriz coadjuvante.

O grande prêmio do ator, porém, é o trabalho. É poder estabelecer o diálogo com quem esteja disposto a ouvi-lo.

A arte de fazer cinema é a massa do nosso bolo. Tem sabor, mas não tem medida exata. E é assim que chegamos a um set de filmagem, nos conhecendo, nos apresentando uns aos outros, fazendo sempre novos amigos, fazendo cinema… Mas sempre nos despedindo.

Na minha longa carreira de 55 anos fiz muitos amigos. Faço cinema desde quando não existia internet, por isso ainda guardo alguns telegramas.

Somos como navegantes, todos nós somos.

Às vezes os barcos se afastam e sobra apenas a mensagem na garrafa.

Em 2015, em Nova Iorque recebi uma. Era de Kleber Mendonça Filho. A mensagem dizia: Sonia, quer fazer Aquarius?

E é por isso que hoje estou aqui.

Gostaria de dividir esta homenagem com todos profissionais de cinema que fizeram parte de minha vida como atriz e participaram comigo desta incrível jornada. E a todos meus amigos que não só me apoiam, como participam deste cotidiano e permitem este afastamento, temporário.

Eles são a equipe invisível.

Gostaria de agradecer a toda a equipe de Aquarius. Foi o set mais democrático, feliz e massa da minha vida. Um set que nunca foi dividido em equipe e elenco.

Alguns deles estão presentes hoje aqui.

Mas Kleber, hoje é a você que agradeço pela mensagem na garrafa”.

(Foto: Edison Vara/Pressphoto)

Outras Notícias: