SELECIONADOS OS CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS EM COMPETIÇÃO DO 44º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO

SELECIONADOS OS CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS EM COMPETIÇÃO DO 44º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO

Evento serrano, que realiza sua 44ª edição de 26 de agosto a 03 de setembro, seleciona 14 títulos para a mostra competitiva de curtas-metragens brasileiros

Janela fundamental para a celebração de novos talentos e para o reconhecimento do exercício estético e narrativo de cineastas experientes, a mostra competitiva de curtas-metragens brasileiros tem espaço nobre no Festival de Cinema de Gramado com sessões noturnas no Palácio dos Festivais e premiação em dinheiro para todas as suas categorias. Para este ano, 574 produções de diversos pontos do Brasil se inscreveram para tentar uma vaga na disputa pelo tão sonhado Kikito.

A avaliação dos curtas foi feita por uma comissão formada por seis profissionais: Alexandre Cunha (gerente de programação e aquisição do Canal Brasil), Fatimarlei Lunardelli (jornalista e professora), Flávia Guerra (jornalista e documentarista), Ivonete Pinto (jornalista e professora), Jeferson De (cineasta) e Marcos Verza (ator). Ao todo, são 14 filmes em competição na mostra de curtas brasileiros, onde São Paulo lidera a lista com cinco títulos. Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro também marcam presença na seleção.

Com a palavra, a comissão de curtas brasileiros...

Ivonete Pinto, coordenadora da comissão

“Filmes, sejam documentais ou ficcionais, tendem a retratar ou ter sintonia com o nosso momento. Entre as obras inscritas para esta edição, percebemos um amadurecimento de produções e ideias, o que está diretamente ligado ao poder público, às políticas culturais de fomento ao cinema e ao número de cursos de graduação na área. Observamos uma produção mais democrática e uma geração mais confiante em seus filmes”.
- Ivonete Pinto, professora e crítica de cinema

 

- Alexandre Cunha

“Encontramos filmes de novatos tão bons quanto os de um profissional. É nesse aspecto que também se dá a diversidade deste universo de filmes que foram inscritos. Quem acerta e se diferencia é o realizador que sabe encontrar a medida. Com o excesso de tecnologias e possibilidades, é fácil ser levado ao excesso, mas se dá bem aquele que sabe medir e encontra a essência. É esse o desafio: buscar realizadores que sabem exatamente o que a sua história precisa”.
- Alexandre Cunha

 

- Fatimarlei Lunardelli

“É possível ver como a facilidade de fazer filmes por meio de novas tecnologias abriu portas para jovens realizadores. Nessa geração que expressa muito questões como feminismo, gênero, juventude e outras histórias narradas em primeira pessoa, o critério para a seleção passou apenas pela questão de escolher as melhores produções entre as que consideramos boas. Não nos restringimos a temas, gêneros, formatos ou recortes”.
- Fatimarlei Lunardelli

 

- Flávia Guerra

“Mais do que filmes perfeitos, buscamos aqueles que dão um passo além nas construções de suas narrativas. E é importante salientar que a perfeição não está necessariamente em quesitos técnicos, mas também na sinceridade de uma história ou na ousadia como ela é contada. Não existe fórmula: um documentário não precisa contar histórias grandiosas, ao passo que, às vezes, uma ficção é mais completa que uma obra documental. Encontramos muita diversidade nesse sentido”.
- Flávia Guerra

 

- Jeferson De

“Como cineasta, ter participado desta seleção é também ter estabelecido diálogo com outros realizadores. Tive essa preocupação em enxergar o esforço de produção de cada obra e em que condições foram realizadas. É importante para um diretor a visibilidade que o Festival de Cinema de Gramado dá. Por isso, a grande pergunta é: o que você, como realizador, tem a dizer para o mundo?”
- Jeferson De


 

- Marcos Verza

“Ao meu ver, nos filmes que se inscreveram em Gramado, existe uma efervescência de manifestações, sejam elas de conteúdo puramente estético ou de subjetividade nas narrativas . As pessoas estão muito sozinhas e querem ser ouvidas. A juventude que vai e faz cinema quer dizer ao que veio. É o exercício do direito de reivindicar direitos e ideia nessa arte. Procuramos um diálogo com esses realizadores que, inscrevendo seus filmes, nos apresentaram, além da ficção, histórias verdadeiras, mesmo em suas mazelas“.
- Marcos Verza

CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS EM COMPETIÇÃO

44º Festival de Cinema de Gramado

“A Página” (SP), de Guilherme Andrade
“Aqueles Cinco Segundos” (MG), de Felipe Saleme
“Black Out” (PE), de Adalmir da Silva, Felipe Peres Calheiros, Francisco Mendes, Jocicleide Valdeci de Oliveira, Jocilene Valdeci de Oliveira, Martinho Mendes, Paulo Sano e Sérgio Santos
“Crônicas do Meu Silêncio” (SP), de Beatriz Pessoa
“Deusa” (SP), de Bruna Callegari
“Horas” (RS), de Boca Migotto
“Ingrid” (MG), de Maick Hannder
“Lúcida” (SP), de Fabio Rodrigo
“Memória da Pedra” (BA), de Luciana Lemos
“O Ex-Mágico” (PE), de Mauricio Nunes e Olimpio Costa
“O Que Teria Acontecido ou Não Naquela Calma e Misteriosa Tarde de Domingo no Jardim Zoológico” (RJ), de Gugu Seppi e Allan Souza Lima
“Rosinha” (DF), de Gui Campos
“Sesmaria” (RS), de Gabriela Richter Lamas
“Super Oldboy” (SP), de Eliane Coster

Sobre o Festival de Cinema de Gramado


O Festival de Cinema de Gramado é o maior evento ininterrupto do gênero no Brasil. Ao longo de 44 anos de história, acompanhou todas as fases do cinema nacional. Desde a primeira edição, em 1973, com a consagração de “Toda Nudez Será Castigada”, de Arnaldo Jabor, mais de mil Kikitos foram distribuídos entre profissionais do cinema que estiveram na competição de Gramado. Além da celebração da produção brasileira e gaúcha com troféus e premiação em dinheiro, o Festival de Cinema de Gramado inclui em sua programação uma mostra competitiva de filmes latino-americanos desde 1992. Os troféus Oscarito, Eduardo Abelin, Kikito de Cristal e Cidade de Gramado prestam homenagem a atores, cineastas e personalidades ligadas ao cinema. Mais informações no site www.festivaldegramado.net.

Ministério da Cultura e Secretaria de Estado da Cultura apresentam o 44º Festival de Cinema de Gramado. Patrocínio: BNDES, Stella Artois e Petrobras, e copatrocínio do Banrisul - Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Todos pelo Rio Grande. Apoio especial: Sundance Channel e Snowland. Apoio: Caracol Chocolates, Stemac, Lojas Pompéia, More Bass, G2 Net Sul, CiaRio, O2 Produções, Canal Brasil, Revista de Cinema, RBSTV, CVC, FreeCharge e Savarauto. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine, ACCIRS, IECINE, APTC e SIAV, TVE e FM Cultura. Agência Oficial: BusTour. Ingressos: Imply. Direção Artística: Histórias Incríveis. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento: Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal.

Outras Notícias: